SÉRIES // GIRLS

Depois de ver The OA, a série de que vos falei aqui, senti necessidade de procurar uma série mais leve, de comédia e em que cada episódio durasse menos tempo. Utilizei a lista do Ricardo, do The Ghostly Walker, como referência e, entre as inúmeras sugestões que ele me deu, dei por mim a escolher uma série com um título bem simples: Girls.

Esta série conta a história de Hannah, uma rapariga que vive em Nova Iorque e que ambiciona ser escritora em full time mas que ainda não ganha dinheiro nenhum com a escrita e das suas 3 amigas, cada uma com os seus desejos e sonhos bastante diferentes. Durante o desenrolar da história, podemos ver como as suas vidas se alteram à medida que o tempo passa e que diferentes obstáculos surgem. Uma série sobre a dura realidade da vida nova iorquina para quem não nasce num berço de ouro.



Comecei a ver esta série e as minhas expectativas não estavam altas. Ainda assim, não fui surpreendida. A série não é nada de outro mundo na minha opinião. Mostra a realidade nua e crua. Aliás, a vida de qualquer uma destas 4 personagens femininas principais poderia muito bem ser a nossa vizinha do lado, sem nós darmos conta de tal coisa. Despida de preconceitos e de tabus, trata assuntos da atualidade como a homossexualidade, o álcool e as drogas e o fat shaming com uma leveza muito característica. Apesar de não ser a minha série do ano, foi-me conquistando aos poucos e, de repente, já tinha visto as 6 temporadas disponíveis.

A verdade é que a maior parte das personagens são extremamente irritantes. Tenho que admitir que, se alguma vez me deparasse com alguma delas na minha vida, eu provavelmente as mataria com as minhas próprias mãos. Desde a descontracção da Jessa até ao stress constante e a forma acelerada de falar da Shosh, passando pela necessidade de controlar tudo da Marnie ou a constante necessidade de atenção da Hannah, todas estas personagens têm um defeito em comum: o egocentrismo. Mas todos estes defeitos nas suas personalidades fazem com que a série se torne muito real e que faça sobressair os maiores defeitos na nossa sociedade de hoje em dia: que todos olhamos demasiado para o nosso umbigo em vez de olharmos um pouco para aquilo que nos rodeia. Deixo-vos um sneak peek daquilo que a primeira temporada vos reserva.

I have work and then I have a dinner thing. And then I am busy, trying to become who I am.


O que acharam desta série? Ficaram curiosos em assistir também?

14 comentários:

  1. Já ouvi falar imenso da série mas na realidade nunca vi, mas sinceramente não me alicia muito a começar a ver... Talvez um dia lhe dê uma hipótese! :)

    ResponderEliminar
  2. Eu não conhecia essa série, mas pelo que dizes, também não me deixou lá muito curiosa haha.
    Porque se eu me irrito com filmes, imagino com essa série :o

    Beijinhos,
    www.pirilamposemarte.com

    ResponderEliminar
  3. Acompanho a série desde o primeiro episódio e pessoalmente, sou apaixonada. É mesmo a crueza da série que fala comigo. As personagens estão super bem construídas e levam-nos muitas vezes ao extremo dos sentimentos e eu adoro essa sensação! Espero que continues a ver as restantes temporadas! Um dos meus episódios preferidos é o último da segunda season. O meu coração quase me saía pela boca!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ResponderEliminar
  4. O TheOA não me convenceu mas só vi o primeiro episódio. Uma amiga minha disse-me que era excelente. Acho que lhe vou dar uma segunda hipótese.
    Estou a precisar de uma série nova enquanto o Doctor Who não recomeça.


    Ana Teles {Telita} | blog Telita LifeStyleFacebookinstagrambloggerbloglovin'



    ResponderEliminar
  5. Já ouvi falar desta série mas realmente não me tinha despertado curiosidade, mas vou ter de ver ;)
    Beijinhos
    Pineapple Power

    ResponderEliminar
  6. Fico feliz por saber que utilizas o meu blog na procura de séries novas! Acompanho "GIRLS" desde que estreou e nem acredito que já estamos na última temporada. Por norma costumo ter um soft spot pelos protagonistas, mas com a Hannah é impossível. Ela é insuportável mas, como disseste e bem, quem é que não é naquela história? haha. De qualquer forma, adoro-as e aos seus defeitos e vou ter saudades!

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  7. Quero imenso ver esta série, mas não a encontro disponível em lado nenhum! Sinto que também estou a precisar de algo mais leve para desanuviar dos dias stressantes. The OA também está na minha lista!
    Kiss, Mariana Dezolt
    Messy Hair, Don’t Care

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mariana! Vê no Tugaflix, não precisas de ter conta e está lá!
      Um beijinho.

      Eliminar
  8. Depois deste post vou de certeza espreitar!

    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

    ResponderEliminar
  9. nunca tive interesse em ver a serie porque detesto a lena dunham ahaha mas quero mto ver a serie the oa!

    https://rrriotdontdiet.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Eu tentei, até que vi a primeira temporada e tudo. Me esforcei ao máximo mesmo, mas desisti. Não consegui gostar.
    Não consegui suporta a Hannah. Juro, ela é muito, muito chata. E achei que isso mudaria a medida que fosse conhecendo ela melhor e só fez piorar. Enfim, peguei raiva da série e com muita luta terminei apenas a primeira temporada. Não deu, não achei engraçado, não consegui compreender alguma decisões que os personagens tomava porque não fizeram sentido para mim.
    E olha que só tinha visto elogios a série. Mas acho que o problema foi comigo mesmo.
    Beijos.
    https://recolhendopalavras.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  11. Confesso que nunca me interessei em assistir Girl mas adoro séries em que conseguimos nos identificar com os personagens, como se fossem conhecidos nossos :)
    Que blog lindo, adorei. Seguindo <3
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderEliminar
  12. Tenho um pouco de vontade de assistir essa série mas sempre acabo esquecendo ela e assistindo outra. Um dia eu ainda começo ela hehehe
    Lindo blog ♥

    ResponderEliminar
  13. Gostei particularmente do facto de todas as personagens serem diferentes e com personalidades fortes e no entanto estarem sempre ligadas de uma forma simples. Gosto ainda do facto de tratar de assuntos completamente tabu na nossa sociedade, especialmente em Portugal, de uma forma leviana e banal, como grande parte delas já deveria ser tratada em vez de ser escondida com pudor.
    http://pt.witkonijn.net

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.
My Own Anatomy © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.